A POETISA 
 
Por Eron Freitas

 
De afins só se esperam elogios
lubrificando a engrenagem de seus egos...
Acima de suspeitas há os brios,
numa rede de malha de mil fios,
presa numa estrela sem uso de pregos!
 
Nada mais justo que o justo elogio,
a quem de fato merece tanto encômio...
Graças e louvores receba a todo momento,
eis que, na verdade, tem merecimento,
dito até pela boca de um demônio!
 
Ao anjo o céu com suas delícias,
no esplendor do talento que o Senhor lhe deu...
Guardo-me no refúgio das brilhantes poesias
dessa poetisa que irradia tantas alegrias
aos que dela se aproximam, entre muitos... eu!
 
 
 
 
 
 
 
Tube DeniseWorisch
Jpg Elena Dudina
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
VOLTAR